Imprimir esta página

Farmacêutica fala sobre o descarte correto de medicamentos

Publicado por: Quinta, 04 Junho 2020

1572Medicamentos vencidos devem ser entregues na farmácia municipal para que seja feito o descarte correto do medicamento, alerta farmacêutica.

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Secretaria Municipal de Saúde de Rosário Oeste- MT, juntamente com a Farmácia do Município e a Empaer, vem tratar esse tema e mostrar a importância do Descarte correto e consciente da população.

Segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 50% dos municípios usam lixões para dar destinação final aos resíduos, que não é o fato de Rosário Oeste. A sobra de medicamentos de tratamento guardados em casa podendo até estar vencido traz a prática entre a maioria das pessoas do descarte de medicamento inadequado no lixo comum, na pia e no vaso sanitário, é habitual e por falta de esclarecimentos sobre o assunto contaminando principalmente o solo, as águas e os rios e seus afluentes.

De acordo com Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), medicamentos são considerados resíduos químicos. E mesmo passando por tratamento de saneamento básico a água pode continuar com essas substâncias químicas e chegar até as casas e ser utilizada para lavar, limpar, cozinhar, banhos e também gerar doenças a vetores que multiplicam-se e depende desse lugar, prejudicando assim o meio ambiente.

Camila

A farmacêutica Camila Vieira alerta também sobre o uso de medicamentos vencidos e guardados muitas vezes em locais com temperatura elevada podem causar efeitos adversos e intoxicações comprometendo a saúde dos usuários. Então a melhor maneira da população fazer o descarte de medicamentos e materiais perfurocortantes é separar esses medicamentos vencidos e ou em desuso e materiais perfurocortantes para levar ao ponto coletor na Farmácia do Munícipio que estará à disposição, pois vai ter uma destinação ambiental adequada e assim sendo coletada por empresa habilitada e destinada a incineração.

Em caso de dúvidas sempre procure a farmacêutica para receber orientações.

Por Camila Vieira – farmacêutica - Apoio EmpaerMT